• Bruno Guimarães

Revista Hotéis - Último painel do 20º Encontro da HotelariaMineira fala sobre vendas...

No segundo e último dia do 20º Encontro da Hotelaria Mineira – edição virtual, liderada por Marcos Valério Rocha, idealizador do evento e coordenador do escritório regional da FBHA – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, em Minas Gerais, o painel contou contou as participações de Bruno Guimarães, CEO VisitNow e Diretor de Marketing da Vert Hotéis, Bruno Heleno, Diretor de Produtos da CVC Corp e Gustavo Syllos, Diretor Forma

& Conteúdo Consultoria de Marketing e Distribuição.


O último tema debatido entre os convidados e os mediadores Marcos Valério Rocha, da FBHA regional de Minas Gerais e Maarten Van Sluys, consultor e especialista em indústria hoteleira, foi “Como adequar o custo de venda em um cenário de baixa demanda e alto custo de distribuição”.


Marcos Valério Rocha iniciou o debate saudando os convidados. “Para finalizar com chave de ouro vamos receber três executivos da hotelaria. Eles representam modernidade da administração hoteleira”, disse.


Gustavo Syllos, Diretor da Forma & Conteúdo Consultoria de Marketing e Distribuição, “A distribuição no Brasil sempre foi cara. E quando comparado com o valor do ticket médio do brasileiro, é bem mais alto.


E a gente peca aqui no Brasil com três itens bem importantes, que são a base da composição da distribuição.


O primeiro deles é a formação de equipe. Hoje nós temos a tradição de formar a equipe bastante caseira, não com alto índice de atuação.


O segundo item é a cultura, sempre tivemos, principalmente na hotelaria independente que a questão de relacionamento é mais importante que a estratégia.


E o terceiro, talvez o mais importante por causa da pandemia, é a questão do investimento em tecnologia. Ela atinge a acessibilidade do hotel, ao público geral e até mesmo os distribuidores. Quanto menor tecnologia no hotel, mais ele vai depender dos dois primeiros itens. Nós temos muito a crescer em estrutura, cultura e tecnologia”, disse.


Bruno Heleno, Diretor de Produtos da CVC Corp, foi questionado sobre as formas de otimizar o novo momento da hotelaria. “A gente vai ter uma retomada lenta. Se a gente for pegar todo potencial internacional e direcionar para o turismo nacional, mesmo que gradativa, é uma boa oportunidade. Eu acredito que quando falamos de custos de distribuição, falando sobre o hoteleiro, eu acho que é importante saber o que cada cliente deixa de dinheiro dentro do hotel.


Em relação a CVC Corp, ela atua em diversos seguimentos, temos agencias franquiadas, 1400, atendemos da trade marcas… todas elas oferecem benefícios diferentes para hotelaria. Esse cenário mostra que o mais interessante de tudo é diversificar, não adianta só ter venda direta. Outra preocupação da CVC Corp, além da saúde dos operadores, é com nosso fornecedor. Hoje a CVC Corp tem diversos seguimentos, até mesmo de intercâmbios, e tentamos valorizar o máximo os parceiros da hotelaria”, explicou.


Bruno Guimarães, CEO VisitNow e Diretor de Marketing da Vert Hotéis, fez o seu comentário “Hoje eu tenho uma empresa de tecnologia, que veio para o mercado para abordar o tema de custo de distribuição. Acho oportuno trazer um olhar diferente do que os outros dois convidados trouxeram. Temos que entender a distribuição com um processo de evolução. Quando eu comecei lá atrás, trabalhei em várias redes, o ser humano tem uma mania de reclamação. Nós temos essa mania de reclamar da Airbnb, reclamamos da Booking… são um defeito de natureza.


Nós deveríamos aprender e melhorar. Eu tenho um outro olhar, a distribuição é inevitável, as pessoas serão cada vez mais digitais, ela vai olhar o digital sempre para buscar solução. A hotelaria deveria entender que o processo da distribuição começa antes de você entender seu melhor canal. O primeiro passo é entender quem é o seu cliente, para depois buscar suas melhores soluções tecnologias”, disse.


Deixando uma dica para quem acompanhava o painel, Bruno Guimarães falou sobre a análise dos clientes para melhores resultados. “Saiba bem quem é seu público, é reunir sua equipe de estratégia, suas lideranças, para ter uma visão de dentro para fora. E fazer uma análise de comportamento de clientes, qual informação ele consome. E volto a dizer, não importa se o seu hotel é um hotel fazenda 500km de BH, o público vai fazer uma reserva no seu hotel e vai procurar tecnologia. ”, finalizou.


Bruno Heleno, questionado sobre o que vem sendo feito neste momento de quarentena, disse que: “Várias empresas, principalmente as multinacionais, presam pela saúde do colaborador. A gente tem aproveitado esse momento e feito diversas lives com intuito de capacita-las para viabilizar a venda nacional. Então estamos aproveitando o momento para novos produtos, sendo criativos. Apoiando a hotelaria, destinos com foco na natureza, e capacitado agências de viagem para a retomada acontecer o mais rápido possível”, finalizou.


ENCERRAMENTO DO EVENTO DIGITAL


Marcos Valério Rocha, idealizador do evento e coordenador do escritório regional da FBHA – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, fez os agradecimentos finais “Recebi a mensagem do Presidente Alexandre Sampaio e pediu para agradecer os convidados que passaram por aqui e traz uma palavra que vem defendendo ao longo de sua representação, é preciso recorrer as entidades que representam sua categoria e essa força será fundamental para retomada após essas dificuldades. Ele ainda meu deu a liberdade para continuar com essas lives até novembro, quando esperamos realizar a presencial, esperando ter a pandemia com um controle melhor. Nós vamos continuar com o formato digital, que foi um grande aprendizado para nós”, finalizou.



Último_painel_do_20º_Encontro_da_Hote
Download • 2.72MB

2 visualizações0 comentário